eBay fecha cerco contra pirataria; como ficam Mercado Livre e OLX?

Desde sua criação o Seiko PhD trava um sério embate contra as falsificações, a pirataria e outras do gênero. Tive o prazer de ler diversos relatos de amigos que evitaram a compra de relógios falsos ou compraram enganados, mas conseguiram devolver o produto após acessarem nosso site. Infelizmente houve também aqueles que acabaram caindo nas arapucas de vendedores inescrupulosos e posteriormente lamentaram desconhecer a série Fakes Hunter.

Visando combater esse danoso mercado o eBay dos Estados Unidos anunciou importantes mudanças procedimentais quando da comercialização de relógios com valores acima dos dois mil dólares. Modelos desse patamar são largamente falsificados e como forma de proteger tal segmento o eBay passará a certificar os vendedores e mais, após adquirir um desses relógios a peça não irá diretamente para quem a comprou, primeiramente será remetida a um especialista que fará a verificação e certificará a originalidade do produto, enviando em seguida o relógio ao destinatário final.

Seiko Tuna SRPA81 falso, mais aqui. Foto: um grande site de vendas.

Tal atitude expressa um legítimo esforço do eBay para atrair um público de médio a alto poder aquisitivo que muitas das vezes tem receio (e com razão) de comprar relógios de luxo na web. Por aqui vemos um pensamento muito distinto por parte do “irmão caçula” do eBay, o MercadoLivre, que aparentemente não possui sequer ferramentas funcionais de combate ao anúncio de produtos falsos e ainda ignora denúncias desse tipo de produto afirmando simplesmente que eles não ferem a política interna da empresa!? O OLX também não possui mecanismos eficientes de controle dessas publicações, entretanto ao menos costuma removê-las após denúncias.

Ao que tudo indica a ética tem sido suplantada de forma constante por um pensamento pernicioso que almeja o lucro a qualquer custo. Lembro-me das preocupações do filósofo grego Aristóteles, há mais de 2300 anos, desenvolvendo e sistematizando a Ética como um princípio basilar de qualquer sociedade bem estruturada, assim como do ser humano em si. Sem entrarmos em pormenores filosóficos (embora meus dedos estejam “coçando” para analisarmos virtudes e vícios dos diretores dessas entidades), uma instituição não deve simplesmente planejar incrementar sua receita e nesse processo ignorar a possibilidade real de impor prejuízos significativos a seus próprios clientes!

Seiko Turtle falso, mais aqui. Foto: um grande site de vendas.

Quando se opta por ignorar o agir ético é despertado em nós o que existe de pior no ser humano, sentimentos egoístas, deficientes e viciosos nos levam a desprezar a isonomia que, decerto, há entre todos os homens e o fim é invariavelmente bastante prejudicial para um número significativo de pessoas. Esse não me parece ser o tipo de comportamento que desejamos de empresas sérias, especialmente em uma época onde se fala tanto em responsabilidades extramuros da pessoa jurídica.

Não deixe de assinar nossas notificações por e-mail, de se inscrever em nosso canal no YouTube, curtir nosso Facebook e de nos seguir no Instagram. Forte abraço!

 

16 comentários em “eBay fecha cerco contra pirataria; como ficam Mercado Livre e OLX?

Adicione o seu

  1. Prezado Ramon:
    Excelente artigo ! Compartilho integralmente com seus comentários. O procedimento do eBay que nos relatou indica ser uma boa solução para o problema das falsificações. Certamente tal medida acabará chegando por aqui ( não perco a esperança ;-). ).
    Forte abraço
    Arnaldo

    1. Olá Arnaldo! Tudo bem?
      Seria realmente muito bom meu amigo, mas se ao menos controlassem minimamente os anúncios publicados em suas próprias plataformas e as denúncias que recebem, já teríamos um bom ganho.
      Forte abraço!

  2. Outro ótimo post Ramon, esses sites de vendas cobram taxas altas e não ligam a mínima para a venda de réplicas. Alguém precisa fazer alguma coisa, abraço.

  3. Ótimo artigo Ramon! Os sites nacionais precisam acordar, e ver que o consumidor desse tipo de produto deixará de adquirir pela internet por falta de confiança, o que acarretará prejuízos para as empresas. Prezar pela originalidade dos produtos só aumenta a lucratividade dos sites.

  4. Boa tarde, Ramon! Muito válido o alerta que você deu no artigo, essas empresas precisam pensar em defender mais seus clientes. Parabéns amigo e forte abraço!

  5. Boa tarde, Ramon. Como já debatemos várias vezes sobre esse assunto, o ML não dá a mínima em nossas denúncias sobre produtos falsificados, obviamente para não perder sua comissão (o qual é um absurdo de taxa chegando a 20% do valor de venda). Mas é aquela velha frase, que já virou até um ditado popular: “O Brasil não é um país sério!”. Grande artigo mais uma vez!

  6. Muito bom saber que eles estão com esse pensamento, agora é torcer para contagiar outras plataformas.

  7. Salve meu amigo Ramon!
    Sinceramente, vejo a abordagem deste assunto mais a par da conscientização dos leitores e confrades do que uma cobrança no âmbito jurídico em Terras Tupiniquins, infelizmente!
    Tecnicamente, se uma loja vende algo com inconformidades, ela responde pelo código de defesa do consumidor (CDC) e essas empresas, caso (e é o que sempre acontece) se classifiquem como meras corretoras, também se enquadram à mesma lei. Veja bem, quando um Corretor de Imóveis conclui um negócio, consta seu nome e seu CRECI no devido contrato encaminhado ao cartório, assim como as negativas do imóvel em prefeitura, condomínio e outras dividas públicas/privadas e/ou judicializadas, pois é dever do profissional recolhe-las e assina como responsável pela transação. No meu caso (Aircraft Broker) também só concluo um negócio com minha assinatura e documentos da minha empresa, mediante ao “Laudo de Pré Compra” da aeronave emitido por uma empresa credenciada para este tipo de operação, assim como todas as negativas do bem. Nesses dois casos também somos meros corretores, mas com suas devidas responsabilidades baseadas em lei.
    Aí vem uma empresa argentina, instala-se aqui e desenvolve a “lambança” que bem entende assim como esquiva-se das parcas judicializações (comparadas ao volume de negócios) e fica por isso mesmo?!
    Lamentável!
    Estimo muito as publicações neste canal que explanam sobre as minúcias das falsificações e alertam os seguidores, pois citando uma pensadora brasilis “Feliz daquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina” Cora Coralina.
    Mas sempre haverão os que imaginam ter encontrado o “negócio das Arabias” e para estes, uma citação do meu velho e sábio pai; “Não existe AMG a preço de Uno”.
    Este é e sempre será um excelente tópico meu amigo e muito obrigado pelo espaço!
    Forte abraço.

    1. Olá Juinor!
      Como sempre uma excelente colocação meu amigo, eles se consideram realmente acima da lei, isso não pode permanecer assim.
      Obrigado e um forte abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑