Roubo de relógios: Principais golpes e como evitá-los!

A criminalidade desprende um enorme esforço no intuito de se reinventar e continuar auferindo lucro em cima daqueles que tanto se esforçam em busca de um bem específico ou uma vida melhor. No artigo de hoje analisaremos os principais modos de agir desses indivíduos, apontando desde práticas antigas a algumas bem recentes e veremos a melhor forma de evitar que seu relógio seja “roubado”.

Esta publicação não se propõe a observar especificações jurídicas de tipos penais como roubo, furto e estelionato, nosso objetivo é analisar o problema e buscar a solução da maneira mais abrangente e acessível para todos, portanto, peço licença aos meus amigos juristas, pois utilizarei o termo “roubo” de maneira genérica, assim como é feito pela maior parte da imprensa. Vamos ao que nos interessa, as principais práticas delituosas aplicadas ao mercado de relógios!

Seiko AGS Landmaster Titanium BCW001. Foto: watchuseek.com

1. Compra o relógio, mas despacha outro modelo/objeto, ou vem danificado:

Coloquei esse tipo em primeiro lugar por ser um dos golpes mais antigos e dos que dão mais dor de cabeça. Você compra o relógio X e eles te mandam o Y. Também pode acontecer do vendedor enviar um produto completamente diferente ou até o relógio correto, porém danificado. Para piorar a situação o vendedor pode desmentir sua alegação e dizer que é você quem está tentando roubá-lo. Quem nunca ouviu histórias sobre comprar algo e receber um tijolo?

Como evitar: a melhor maneira de evitar esses tipo de problema é adotar permanentemente um costume ao receber sua encomenda, filmar a abertura da caixa! Tal prática deve ser um hábito em sua vida, sempre filme a abertura da encomenda, mostre que a caixa está lacrada e em seguida abra. Essa atitude simples impedirá o golpista de alegar que você recebeu o produto correto e agora diz ter recebido outro, ou mesmo que algum dano relatado por você não estava presente quando o produto lhe foi entregue. Chego a fazer mais, após a abertura realizo testes em todas as funções do relógio, ainda filmando.

Seiko Turtle SRP775J1 vs Seiko Samurai SRPB53J1. Foto: @seikophd.

2. Transfere o valor e manda buscar o relógio:

Nesse golpe o infrator entra em contato com a vítima após ver um anúncio do relógio na internet, diz que precisa daquela peça urgentemente e que fará uma transferência bancária naquele momento. O vendedor fica animado, não enxerga risco algum até então, fornece a conta e pouco tempo depois chega um recibo da transferência. Em seguida o comprador informa que pedirá a um motoboy ou motorista de aplicativo para buscar o relógio e o golpe está completo. A vítima entrega o relógio e só depois descobre que a transferência foi fraudada, não havendo um centavo sequer em sua conta.

Como evitar: desconfie sempre de compradores apressados, não forneça seu endereço residencial e somente faça esse tipo de venda em dinheiro, encontrando com o possível comprador em um local público como a praça de um shopping, preferencialmente próximo a um dos seguranças do local. Conversar com esse segurança e falar sobre o negócio que ocorrerá pode ser outra boa estratégia. Tive notícias de ao menos dois conhecidos que caíram nesse golpe nos últimos meses, um idoso chegou a perder um instrumento musical caríssimo!

Seiko Chronograph 7T32-7D90. Foto: mizorah-watchman.com

3. Falam que é totalmente original, mas vem com peças de reposição (aftermarket):

Esse tipo de golpe vem se alastrando especialmente entre os relógios vintage. Temos uma demanda crescente desse mercado onde a maioria quer relógios originais e em ótimo estado de conservação. A solução encontrada pelos fraudadores é substituir as partes mais danificadas e alegar que o relógio é totalmente original. Para os olhos menos treinados cair nesse tipo de golpe é fácil e mesmo os treinados podem se tornar vítimas caso não estejam atentos. Dessa modalidade ainda emergiram os Bombay Seiko que tratamos em artigo próprio.

Como evitar: caso queira adquirir ou colecionar relógios vintage leia bastante a respeito, temos um vasto material publicado aqui, no entanto, se as dúvidas persistirem, você ainda pode perguntar a pessoas mais experientes. Em nosso grupo Seiko Brasil no Facebook sempre há amigos que podem auxiliar em caso de dúvidas como essa, não deixe de pesquisar e perguntar.

Seikosha Tensoku “Kamikaze” de 1940, leia mais aqui. Foto: gearpatrol.com

4. Relógio falso com foto real:

Nesse tipo de golpe o relógio costuma estar muito barato e as fotos normalmente são fotos profissionais. O comprador acha bonito o relógio, considera o preço um achado e compra, contudo o relógio que chega à sua casa é uma réplica! Se tiver conhecimento ou acompanhar a série Fakes Hunter em nosso site certamente será mais fácil identificar o golpe e devolver o relógio quando possível, tivemos vários relatos nesse sentido. Os sites chineses têm se especializado neste golpe, mas por aqui também acontece.

Como evitar: desconfie de preços abaixo do mercado e peça informações no campo de perguntas. Se as fotos são “da internet” desconfie ainda mais e peça fotos verdadeiras do relógio, com boa resolução. Se a desconfiança permanecer evite o negócio, é melhor perder aquela “oportunidade” do que perder noites de sono posteriormente tentando resolver a questão.

Grand Seiko Hi-Beat GMT Limited Edition SBGJ005. Foto: azfinetime.wordpress.com

5. Relógio está bom, só que precisa de revisão:

Esse tipo de golpe é bem antigo por aqui, o vendedor anuncia um relógio e informa que precisa de revisão. Geralmente diz que estava há muito tempo guardado, entretanto se der “uma rápida revisão” ele voltará a funcionar normalmente. Há alguns anos comprei um relógio exatamente nessas condições, todavia informei ao vendedor que levaria para a revisão assim que chegasse e devolveria se não resolvesse. Ocorre que o mecanismo possuía inúmeras marcas de manuseios e simplesmente faltavam peças dentro do relógio. Como se tratava de um calibre raro eu devolvi o relógio a contragosto do golpista que me ameaçou, disse que o relógio foi funcionando e novamente fui salvo pela filmagem do tópico 1 deste artigo. Por fim, descobri que esse sujeito vivia desse tipo de venda fraudulenta e após muita dor de cabeça a plataforma ressarciu meu investimento.

Como evitar: você pode arriscar esse tipo de compra se acha que vale a pena arcar com a revisão e caso a plataforma de vendas disponibilize uma forma segura de devolução do produto, contudo saiba que normalmente será complicado realizar essa devolução, o vendedor imporá empecilhos e caso não queira essa dor de cabeça, simplesmente evite esse tipo de produto. Comprar relógio nessas condições é uma loteria e muitos criminosos aproveitam para lucrar em cima de péssimos relógios.

Seiko 5 SNKD97. Veja o Top 10 Seiko 5 aqui. Foto: uhrforum.de

6. Clonam o anúncio e passam outro telefone:

Esse é um dos golpes mais novos e talvez o mais elaborado da lista. O golpista vê seu anúncio em um site qualquer e o reproduz de forma praticamente idêntica, modificando apenas o telefone para contato e reduzindo o preço. Nisso a vítima vê o anúncio mais barato e entra em contato com o criminoso querendo comprar o produto, o criminoso aceita realizar a venda, liga para o verdadeiro dono do anúncio e diz que quer o produto. O verdadeiro dono do anúncio aceita vender e o criminoso fica intermediando a conversa entre as duas vítimas sem que elas saibam. Finalmente, ele combina um local para a entrega do produto, passa o telefone do verdadeiro vendedor e diz para o verdadeiro vendedor que um primo dele irá buscar o produto. Esse “primo” na verdade é a vítima de quem ele pede um adiantamento ou mesmo o pagamento integral do valor para “segurar” o produto. O vendedor e a vítima se encontram e só aí o plano é descoberto, o vendedor teve o anúncio clonado e a grande vítima pagou por algo que não receberá.

Como evitar: desconfie de valores abaixo do mercado e nunca transfira dinheiro como adiantamento. Se existem dois anúncios do mesmo produto também desconfie, observe se o vendedor é o mesmo e caso não seja evite o negócio. Informar aquela situação ao vendedor do produto mais caro pode ser uma atitude nobre, pois ele provavelmente foi envolvido em um golpe do qual não tem a mínima ideia. Um site de vendas no Brasil, aquele das “três letrinhas”, está abarrotado de anúncios assim, cuidado!

Seiko Bell-Matic 4006-6031 de 1974. Foto: @seikophd.

7. Relógio chega, alegam problema e pedem desconto:

A última forma de golpe visa roubar o vendedor. Neste caso o comprador recebe seu produto e começa relatando que a remessa chegou com problemas e que seu relógio está danificado. O vendedor fica apreensivo, pois sabe que enviou o produto funcionando corretamente, entretanto o comprador rapidamente inicia a negociação de algum tipo de desconto para não devolver o relógio. A situação do vendedor é delicada nesse caso, pois não se sabe se o relógio sofreu algum dano nos Correios (algo bem comum, infelizmente) ou se realmente é parte do golpe. Complementando a estratégia o golpista pode devolver um relógio diferente ou mesmo o original, mas danificado.

Como evitar: da mesma forma que fez com as remessas que chegaram, filme seu relógio funcionando perfeitamente e o embale em seguida, registre tudo, essa é uma prova importante que pode ser exibida para seu comprador. Não é totalmente garantido que o produto chegará intacto, contudo, no mínimo demonstrará uma preocupado para com seu comprador e poderá ser usado no caso de interposição de ação judicial. Se o comprador devolver o produto abra a caixa igualmente registrando tudo em vídeo.

Seiko Djokovic SSH045 2020 Limited Edition. Foto: divulgação Seiko.

Esses foram os principais golpes que venho observando ao longo dos últimos meses e que acredito ser de grande importância compartilhar com vocês. Você conhece outra forma de agir desses criminoso ou já foi vítima de alguma delas? Comente no campo abaixo e compartilhe o link deste artigo com amigos e parentes, essa simples atitude pode evitar que uma nova pessoa seja roubada.

Compartilhe esta publicação com seus amigos e ajude a difundir a horologia. Assine também nossas notificações por e-mail, inscreva-se em nosso canal no YouTube, junte-se a nós no Facebook e nos acompanhe no Instagram. Forte abraço!

12 comentários em “Roubo de relógios: Principais golpes e como evitá-los!

Adicione o seu

  1. Guia muito bom. Estou esperando uma encomenda internacional e já irei por em prática essas dicas. Abraço!!

  2. Muito esclarecedor Ramon, obrigado. Acho que acabo acreditando na boa fé das pessoas mais do que deveria. Como o João disse, também vou colocar em prática a dica da filmagem. Haaa, e show essas foto, só relógio lindo, abraço…

      1. Obrigado pelas dicas Ramon, todas elas são bem vindas. Afinal pra fazer o mau eles tem grandes ideias.
        Coleciono a pouco tempo e graças a Deus nunca cai em nenhum golpe. Mas sempre dá vontade de comprar aquela pechincha , mas se olhar com atenção da até medo.
        Por aqui naquele site de 3 letras volto e meia vejo umas réplicas anunciadas como original. Sempre denuncio.

      2. Olá Lucas! Fico feliz que tenha gostado meu amigo, realmente a internet está abarrotada desses anúncios, a cada dia parece ficar mais perigoso comprar por esses sites.
        Forte abraço!

  3. Salve meu amigo Ramon!
    Mais uma matéria que contribui muito com a nossa segurança e principalmente conhecimento. A vida é um aprendizado ininterrupto.
    Já filmei alguns recebimentos a pedido de clientes, mas nunca foi um hábito para mim, passando a ser a partir deste momento.
    Sabemos dos riscos de se comprar um relógio pela internet, salvo bons e honestos vendedores que temos, inclusive em nossos grupos, existem muitos que não agem da mesma forma e já vimos casos, muitos casos infelizmente.
    Nesta dica 2, tenho uma sobrinha que caiu nesse golpe com um computador, foi salva pelo motorista do app que foi busca-lo e a alertou, dito e feito, o “depósito” era vazio.
    E quanto a dica 3, bom, você sabe que estou restaurando um vintage e sofrendo com os valores, mas realmente vemos peças por 1/5 do valor com diferenças imperceptíveis pra quem não se informa (e quase foi o meu caso), mas que não valem a pena. Penso que seja a mesma linha de pensamento quanto a “se enganar” usando uma réplica.
    Mas esta de que “está bom, só precisa de uma revisão porque ficou anos na gaveta”, kkk, praxe em 90% dos víntages que vemos anunciados em algumas plataformas. Já me arrisquei em alguns e dei sorte, ou competência do relojoeiro, mas sei de muitos que perderam seus investimentos.
    É muito importante nos atentarmos a essas práticas, principalmente para termos uma relação saudável com o hobby e não uma com dores de cabeça.
    Muito obrigado por compartilhar este conhecimento, isto sempre nos acrescenta muito!
    Forte abraço.

    1. Tudo bom Junior?
      Então sua sobrinha quase perdeu o computador? Que perigo! Essa prática tem se alastrado mesmo pela internet.
      Sei bem como está a luta para restaurar seu 6138, no final todo o tempo empregado nas buscas e pesquisas acaba compensando, trazer de volta à vida um relógio histórico é compensador demais, estou com alguns “no forno” por aqui.
      Muito obrigado pela sua contribuição com nosso artigo meu amigo, forte abraço!

  4. Bom dia, Ramon. Para mim, já virou um hábito em filmar a mercadoria recebida. O caso que vc comentou no item 5, se for o mesmo “vendedor” que estou pensando, age impune no famoso site de vendas. Mais uma excelente matéria com ótimo alertas e dicas aos incautos. Grande abraço.

    1. Olá Carlos!
      Esse hábito faz muita diferença e sim, é esse vendedor mesmo que você está pensando, continua lesando compradores impunemente.
      Forte abraço!

  5. Boa tarde Ramon, excelente artigo!! Na correria da vida acabamos por deixar de lado alguns procedimentos de segurança, inclusive em nossas compras pela internet! Bandidos estão sempre se atualizando e se “reinventando” e temos que fazer o mesmo. Nosso dinheiro suado sempre é alvo desses desgraçados que agem sem preocupações diante de nossa legislação que os favorece! Ótimas dicas que certamente nos pouparão de muitas dores de cabeça no futuro! Forte Abraço!!! Maurício

    1. Bom dia Maurício! Tudo bom meu amigo?
      Expressou muito bem o sentimento da maioria da população, enquanto nossa legislação não mudar teremos que conviver com esse problemas de forma recorrente.
      Obrigado e um forte abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: