Os relógios Seiko de Ayrton Senna!

Desde que foi apresentado em 1886 pelo engenheiro Karl Friedrich Michael Benz, o carro se tornou uma paixão mundial e, apesar de ter sido inventado por um alemão, que me perdoem Prost, Piquet e Schumi, mas o maior nome do automobilismo pertence a um brasileiro que assinava Ayrton Senna da Silva (1960 – 1994).

Senna pilota um carro de rally em 1986 com seu Seiko Speedmaster. Foto: autor desconhecido.

Ele foi brilhante e uniu o Brasil como antes apenas Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, talvez tenha conseguido. Famílias acordavam de madrugada para ver suas corridas, vibravam, se emocionavam, o país parava para ver Ayrton Senna do Brasil em uma época em que a Rede Globo ainda era A Globo. Seu trágico falecimento no GP de San Marino, em 1994, arrasou o Brasil como nunca se viu.

Seiko Speedmaster SSBA022 (A828-4000), o relógio escolhido por Senna. Foto: chrono24.com

Apesar de seus milhares de fãs nas mais diversas faixas etárias e nacionalidades, o que poucos sabem é que Ayrton Senna usou diariamente um relógio Seiko por anos, trata-se do Speedmaster SSBA022 (referência A828-4000), produzido pela Seiko em parceria com o estúdio do designer italiano Giorgetto Giugiaro.

Ayrton Senna e Nelson Piquet no autódromo de Jacarepaguá, Rio de Janeiro, em 1986. Foto: Jorge Meditsch.

Esse modelo da Seiko teria sido comprado pelo próprio Ayrton e aparece em diversas fotos dentro e fora das pistas. Por ser um relógio de design moderno, maquinário confiável e com diversas funções voltadas para as corridas, ele foi amplamente utilizado por vários pilotos nos anos 80. Senna só parou de utilizá-lo quando sua equipe fechou contrato de exclusividade com a Tag Heuer anos depois.

Ayrton Senna usa seu Seiko Speedmaster. Fotos: autores desconhecidos.

Dentre muitas funcionalidades o mostrador do SSBA22 é inclinado 15º para a esquerda no intuito de facilitar a visão do piloto enquanto dirige. Esse modelo foi lançado em diversas cores, porém era destinado exclusivamente para o mercado interno japonês (JDM), sendo difícil encontrá-lo fora do Japão. Em 2018 a linha foi reeditada novamente em versões JDM sob o código SBJG, contudo, Infelizmente a Seiko não reeditou o SSBA022, de cores cinza e verde, que Senna usava.

Coleção Seiko Speedmaster original. Foto: divulgação Seiko.

O movimento original é o calibre A828 in house da Seiko com módulo de quartzo e tela LCD que incluía uma função de cronômetro de 1/100 segundo, taquímetro, contador de voltas, alarme, dentre outras utilidades. Nas duas partes da entrevista abaixo ao programa Roda Viva é possível ver o jovem Ayrton utilizando seu Seiko SSBA022 e matar um pouco da saudade:

Outro fato curioso e ainda menos comentado foi a relação de Senna com um Seiko Bullhead azul (ref. 6138-0040), outro relógio voltado para o automobilismo e que já foi alvo de um review nosso (na cor marrom) aqui. Ocorre que Angelo Parrilla, o italiano responsável pela construção dos karts que Ayrton pilotava na virada dos anos 1970 para 1980, além de ser um grande amigo do lendário piloto, narra uma história bastante interessante sobre esse relógio.

Parrilla descreve que um belo dia Senna apareceu com um Seiko Bullhead azul (antes do SSBA022) e ele se apaixonou pelo relógio. Se hoje ainda não é muito fácil conseguir alguns modelos da Seiko, na época era bem mais difícil e Angelo pediu o Bullhead de presente por anos. Senna já teria se despontado no automobilismo quando resolveu presentear o amigo com o tal relógio, fato narrado neste site (em inglês).

Seiko Bullhead 6138-0040. Foto: watchpatrol.net

Ayrton realmente era fã de relógios e anos depois ainda presentou Parrilla com um belo Rolex Daytona com gravações pessoais na tampa traseira, esse relógio foi a leilão em maio deste ano, tendo sido vendido por mais de 160 mil dólares.

Seiko Bullhead 6138-0040. Foto: chronocentric.com

Não apenas o maior piloto da história da Fórmula 1, Senna era um homem com altos padrões morais, muito correto no agir, generoso, altruísta, mas também bastante reservado, tímido e religioso. Ele foi, é e sempre cserá um dos maiores nomes já produzidos pelo Brasil.

Não deixe de assinar nossas notificações por e-mail, de se inscrever em nosso canal no YouTube, curtir nosso Facebook e de nos seguir no Instagram. Forte abraço!

 

 

10 comentários em “Os relógios Seiko de Ayrton Senna!

Adicione o seu

  1. Como sempre, belo texto. Hoje em dia creio que ninguém (ou quase ninguém) use um relógio mecânico numa atividade que realmente o uso do relógio seja importante e não meramente estético.

    1. Grande João! Obrigado pelos comentários sempre pertinentes meu amigo!

      O relógio mecânico realmente ganhou um ar mais voltado para as joias por ser mais trabalhoso, às vezes manual, envolver as artes da mecânica, do design, da micro engenharia e etc. Por outro lado ele continua cumprindo o seu mais importante papel que é nos informar as horas e em alguns casos a data – utilizo bastante essas funções no meu trabalho rsrsrs. Isso por si só basta, mas falando como ferramenta profissional ele ainda é usado por alguns mergulhadores como uma segunda ferramenta caso o computador de mergulho apresente falhas e por atletas que precisam de cronômetros.

      Para ambas as funções, obviamente, existem outros aparelhos modernos que poderiam fazer o serviço, porém tem um grupinho aí bem numeroso e em plena expansão que gosta da coisa à moda antiga e não troca os tais relógios mecânicos e suas engrenagens por blocos de plástico e circuitos rsss… É diferente! O metal, o som do mecanismo, o movimento dos ponteiros, o peso, a sensação no pulso, é preciso ter para compreender, não é mesmo?

      Lembrei de uma frase usada no “mundo” da Harley-Davidson que parece superficial, mas é muito complexa e exige a experiência de pilotar algumas para compreender, ela diz: “se eu tentar explicar você não vai entender”! Hahahah, brincadeiras à parte, são ferramentas formidáveis por si só. Um abraço João!

      1. Realmente, tens razão.
        O uso do relógio mecânico hoje como ferramenta ao meu ver está mais para um back up, não acha?
        No meio militar, por exemplo, é quase unânime o uso de um relógio digital resistente.
        Mergulhadores e pilotos militares que conheço usam em sua totalidade um relógio digital em suas tarefas. É algo como se na hora da necessidade real, que envolve riscos, ser funcional é melhor que ser legal kk
        Ao meu ver, o grande ponto que pesa contra os relógios mecânicos é a alta sensibilidade a choques que o mecanismo tem. Já avariei o balanço de um seiko 5 numa quedinha de 1 metro.
        O relógio mecânico de fato hoje está mais pra uma jóia.
        Gostei da frase da Harley kkk uso bastante com meu amigos que não gostam de relógios

      2. Com certeza João, acaba sendo mais um back up mesmo, mas penso que as principais razões da escolha de um relógio digital são o preço e a acessibilidade. Você pode comprar um gshock original por 500 reais e surrá-lo com bem menos preocupação que um Seiko Samurai de 2 mil rss, sem falar nos nacionais de 100 reais que também cumprem bem o seu papel. A outra questão é que muitas pessoas simplesmente desconhecem que ainda existam e fabriquem relógios mecânicos, cansei de ouvir comentário como “ainda produzem? Meu pai usava um, pensei que não existisse mais”.

        A maior sensibilidade dos movimentos mecânicos é outra verdade. Apesar de existirem muitos mecanismos que atenuam os impactos, caso o choque seja um pouco mais forte pode ocasionar danos mesmo.

        Meu primo que também coleciona Seiko veio comentar que seu Atlas estava parando enquanto ele TREINAVA BOXE com o relógio! hahahaha… É complicado, o relógio não chegou a estragar por ser realmente resistente, mas o desencorajei a LUTAR com o relógio rsss.

        No seu caso o balanço empenou ou apenas soltou?

      3. Empenou, Ramon. Na época mandei arrumar. Pouco tempo depois roubaram o relógio do porteiro do meu prédio e acabei dando esse seiko a ele.

  2. Olá, Ramon. Matéria muito interessante e curiosa. Parabéns + uma vez. Esse modelo SSBA022 foi “Designed by G. Giugiaro”? Dei uma olhada no eBay nos SBJG003 e … Caramba!! O valor é superior a um Turtle ou Samurai. Só para os saudosistas mesmo. (minha humilde opinião). Abs.

    1. Muito obrigado Carlos, fico feliz que tenha gostado meu amigo!

      Isso mesmo, toda a linha foi desenvolvida em parceria com o estúdio Giugiaro e realmente não são baratos, porém os relógios são únicos. A ideia de selecionar as funções ao girar o bezel é brilhantemente intuitiva, procurar funções em relógios digitais tradicionais é muito chato, na hora que precisa ninguém se lembra onde elas ficam rsss Grande abraço!

  3. Lembro exatamente de acordar cedo para ver as corridas, esse era o principal programa e assunto do almoço de domingo em família. Ótimo texto, adorei os vídeos, parabéns.

    1. Fico feliz que tenha gostado Roberto! Essa era a programação de muitas famílias mesmo, legal o seu relato. Abraço e obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑