A origem da Tsunami Seiko!

Como toda marca centenária, a Seiko é rodeada por curiosidades e muitos mitos que, vez ou outra, tornam-se quase verdade de tanto serem repetidos por aí.  Uma das grandes curiosidades das últimas décadas certamente paira sobre a origem da “Tsunami Seiko”, como é chamada a onda gravada no fundo de alguns de seus relógios de mergulho.

Essa marca vem sendo utilizada desde o início dos anos 60 e traz consigo o importante significado de “relógio apropriado para a prática do mergulho”, embora sua presença não seja obrigatória nessas peças. Como não poderia deixar de ser, a forma de gravar a onda mudou um pouco com o passar dos anos, contudo a essência do desenho original permanece até os dias de hoje.

Seiko Seikomatic SilverWave J12082 de 1961. Foto: adventuresinamateurwatchfettling.com

O primeiro relógio a utilizar a Tsunami foi o Seiko Seikomatic SilverWave J12082 que esteve em produção de 1961 a 1964. A impermeabilidade a apenas 50 metros sob água ocasionou uma discussão que perdura até hoje e questiona se o SilverWave seria realmente um relógio de mergulho. Os que discordam desse entendimento acreditam que o 62MAS, lançado em 1965, seria o primeiro relógio de mergulho da Seiko com sua impermeabilidade a até 150 metros.

O que acaba definitivamente com essa polêmica é entendermos que existe uma clara separação entre um mergulho recreativo e o mergulho profissional. O 62MAS foi o primeiro relógio de mergulho profissional da Seiko, já o Seikomatic SilverWave seria o primeiro relógio de mergulho da marca, porém destinado a uma prática recreativa, que não envolvesse grandes profundidades. Ele foi um passo importante dado pela Seiko no sentido de se chegar ao 62MAS.

The great wave of Kanagawa, xilogravura de Katsushika Hokusai (1760 a 1849).

Um dos grandes mitos associados à Tsunami Seiko é de que a onda viria de uma das belas xilogravuras produzidas pelo artista japonês Katsushika Hokusai denominada “A grande onda de Kanagawa”. A obra foi publicada em algum momento entre 1830 e 1833, como a primeira impressão de uma série denominada “Trinta e seis vistas do Monte Fuji”. É a mais famosa produção de Hokusai e uma das obras mais reconhecidas da arte japonesa. Nela vemos um mar revolto com uma enorme onda ameaçando barcos e corajosos homens (provavelmente pescadores), ao largo da costa da prefeitura de Kanagawa, com o Monte Fuji ao fundo.

A beleza realmente impressiona e tendo a história da Seiko se iniciado em 1881 é compreensível a associação, entretanto a Tsunami Seiko nada teria a ver com a bela obra de Hokusai, exceto pelo fato de ambas retratarem uma onda. Outros artistas japoneses do mesmo período também produziram lindas ondas, afinal, o Japão é um arquipélago e a vida desse povo está intimamente ligada ao mar. Algumas dessas ondas podem ser ainda mais parecidas com a marca da Seiko, contudo, igualmente não têm qualquer conexão direta com o objeto de nosso artigo. Essa é mais uma fábula que persiste ao decorrer das décadas e que não acabará tão cedo.

eiko Prospex Marinemaster Professional 1000M SBBN04. Foto: rakuten.co.jp

Outro fato curioso é a afirmação de que quanto maior for a profundidade suportada pelo relógio, mais detalhada será a gravação da Tsunami na tampa traseira da peça. Novamente se trata de uma lenda que já escutei muitas e muitas pessoas repetirem. O que ocorre aqui é que a Seiko grava as ondas de maneira muito distinta em seus relógios e se quem estiver pesquisando o assunto limitar a averiguação a poucas peças, certamente acabará com uma impressão errônea.

Temos, a título de exemplo, o Seiko Marinemaster Professional 1000m acima, com a Tsunami bastante superficial (apesar desse fundo de cerâmica ser realmente belíssimo!) e temos o Seiko Prospex Samurai abaixo, resistente “a apenas” 200 metros, com uma Tsunami muito mais detalhada. Esse é outro grande mito que permeia o tema e insiste em não ceder.

Seiko Prospex Samurai SRPB53J1. Foto: seikophd.com

Então, de onde vem a Tsunami Seiko? A onda foi desenvolvida pelos designers da Seiko entre o final dos anos 50 e início dos anos 60 com o objetivo de demonstrar que os relógios que a possuíssem seriam adequados à prática do mergulho, seja ele recreativo ou profissional, apesar de ultimamente ela ser utilizada quase que exclusivamente nos relógios profissionais. Nenhuma outra influência direta foi apontada pela Seiko, embora seja possível notar semelhanças com diversas obras de arte japonesas.

O que passar disso, de maneira geral, é mito que vem apenas para rechear nossas conversas e possibilitar pedir mais uma bebida enquanto discutimos o assunto com os amigos. E você tem ou teve algum relógio com a Tsunami Seiko? O estado de conservação dessa simples onda pode ser decisivo para muitas pessoas na hora de se adquirir um relógio seminovo.

Seiko Prospex Kinetic Diver’s SUN065. Foto: sortitapps.com

Compartilhe esta publicação com seus amigos e ajude a difundir a horologia. Assine também nossas notificações por e-mail, inscreva-se em nosso canal no YouTube, junte-se a nós no Facebook e nos acompanhe no Instagram. Forte abraço!

8 comentários em “A origem da Tsunami Seiko!

Adicione o seu

  1. Boa tarde, Ramon, tudo bem? Bom, modelos Seiko com a Tsunami por enquanto tenho apenas 02 Turtle e 01 Samurai, mas batalharei para a coleção aumentar até o fim do ano. Excelente matéria e grande abraço!

      1. Opa, esqueci de mencionar tambem 01 SKX009 e 01 Baby Tuna. rsrsrs. Abs.

      2. Sabia que estava “escondendo o ouro”! Se olhar no bolso do blazer vai encontrar mais rsss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: