Calibres: Seiko cal. 7002

Última atualização: 10/09/19.

A série Calibres traz a história dos principais movimentos fabricados pela Seiko, sejam eles a quartzo, mecânico, cinético, solar, dentre outros. Hoje entenderemos melhor um relevante calibre neo-vintage da marca, o 7002.

Lançado no ano de 1988, em um período no qual os calibres a quartzo exerciam enorme pressão sobre os relógios mecânicos por estes apresentarem menor precisão e maior custo de fabricação, o cal. 7002 nasceu com a importante missão de perpetuar a vitoriosa história dos relógios de mergulho da Seiko.

Máquina Seiko cal. 7002. Foto: i.ytimg.com

Como já foi mencionado por aqui, a história dos diver’s profissionais da Seiko começou com o calibre 6217, passou para o icônico 6105 e chegou ao cal. 6309 que traçou os parâmetros de design que seguimos até hoje ao equipar o modelo Seiko Scuba Diver’s 6309-7290 – leia seu review aqui.

Representando a quarta geração dos mergulhadores Seiko (excetuando os relógios de grande profundidade e os a quartzo) o calibre 7002 exibiu modificações relevantes especialmente no sentido de barateamento da produção, uma estratégia necessária frente ao avanço dos movimento a quartzo.

Seiko Scuba Diver’s 7002-7000 de 1995. Foto: @SeikoPhD.

O 7002 utiliza menos peças se comparado ao seu antecessor, as partes em aço possuem um acabamento mais rústico, emprega mais plástico (embora seja de alta qualidade) em seu interior e o anel espaçador do movimento também é feito desse derivado do petróleo, em oposição ao antecessor cal. 6309 que apresenta anel de aço fixado por uma mola de compressão. O espaçador de plástico se tornou a regra desse calibre em diante, comentei de forma aprofundada as razões no artigo que trata do moderno calibre 4R36. A reserva de energia também foi alterada e tivemos uma redução de 47 horas para aproximadamente 43 horas no 7002.

Apesar de inicialmente qualquer tipo de corte ser mal visto, as incisões fizeram com que esse calibre se mantivesse em produção até 1996, asseguraram o domínio da Seiko no segmento e prepararam o caminho para os mergulhadores de calibre 7S26 e 4R35/6 atuais – que por sinal possuem uma reserva de marcha ainda menor, 41 horas.

Seiko Scuba Diver’s 7002-700J de 1991. Foto: @SeikoPhD.

Como vimos o projeto do 7002 se mostra bem diferente do 6309 e é, a grosso modo, baseado em confiáveis calibres dos anos 70 como o 7005 e 7009 que também já comentamos por aqui, podendo receber algumas “doações” desses movimentos caso precise de manutenção emergencial. Outros doadores como a família 7Sxx também podem ajudar nesse caso.

Passados mais de trinta anos desde o lançamento do cal. 7002 observamos que a preocupação dos desenvolvedores rendeu bons resultados, uma vez que essas máquinas resistiram às peças a quartzo por quase dez anos (mesmo tendo um valor mais elevado) e ainda hoje estão nos pulsos de milhares de usuários.

Seiko Scuba Diver’s 7002-7020. Foto: thewatchsite.com

Ao meu ver a principal preocupação que se deve ter ao adquirir um relógio com esse calibre é em relação à rachadura ou rompimento do anel espaçador de plástico que sustenta o maquinário no interior da caixa do relógio, pois apesar de se encontrar essa peça na internet (especialmente no leste asiático), por aqui costuma ser bem difícil achar. Outros cuidados sempre devem ser tomados na hora de se comprar um relógio vintage, falei das 7 dicas mais importantes aqui.

A questão da durabilidade desse calibre suscita o receio de que as máquinas poderiam ter uma sobrevida menor se comparadas a calibres mais antigos, entretanto temos visto que o 7002 resiste extremamente bem ao tempo (como é esperado de um Seiko) e em caso de reparos eles costumam ser simples e rápidos. Tive e ainda tenho alguns relógios cal. 7002, nenhum deles necessitou de qualquer intervenção séria, apenas a lubrificação periódica tem sido suficiente para mantê-los em pleno funcionamento.

Seiko Scuba Diver’s 7002-7000 de 1995. Foto: @SeikoPhD.

Analisando esses aspectos vemos que a estratégia da Seiko foi bastante exitosa com o cal. 7002, os ajustes permitiram que ela mantivesse a produção de diversos modelos e essa máquina se tornou um sucesso de vendas. Alguns dos relógios mais conhecidos com esse movimento são o 7002-700A, 7002-700J, 7002-7000, 7002-7009, 7002-7020 e 7002-7039. Se você tem algum desses relógios comente abaixo sua experiência com ele.

Como sempre a questão do preço está diretamente relacionada ao estado de conservação, modelo específico do relógio e sua originalidade, mas em geral bons exemplares têm sido encontrados no mercado de seminovos entre R$ 1100,00 e R$ 1400,00. Tenho observado também uma maior procura por esses relógios, uma vez que os 6309 se tornaram um pouco escassos e calibres mais antigos como 6105 são extremamente caros. Sem dúvida os modelos 7002 que envelhecerem bem continuarão a ganhar valor pelas próximas décadas, mas tenha atenção, pois tem havido uma chuva de mostradores coloridos e ponteiros de substituição, desconfie dos relógios em “mint condition“.

Dados Seiko cal. 7002:

Tipo: Automático in-house;
Início da fabricação:
1988;
Fim da fabricação: 1996;
Quantidade de rubis: 17 jewels;
Batidas por hora: 21.600 bph;
Principal expoente: Seiko 7002-700J (JDM);
Reserva de energia: Aproximadamente 43 horas;
Funções: Horas, minutos e segundos centrais, calendário dia/data bilíngue com câmbio rápido no primeiro estágio da coroa;
Observações: Trata-se de um calibre que recebeu a importantíssima missão de substituir o cal. 6309 como padrão para os relógios de mergulho da Seiko e preparou o caminho para o cal. 7S26 e a reconhecida série SKX.

Há algum calibre da Seiko que você gostaria que fosse analisado? Deixe nos comentários abaixo.

Não deixe de assinar nossas notificações por e-mail, de se inscrever em nosso canal no YouTube e de nos seguir no Instagram @SeikoPhD. Forte abraço!

 

 

12 comentários em “Calibres: Seiko cal. 7002

Adicione o seu

  1. Eu tenho um Seiko 7002-700A de 1994 que uso quase todo dia e nunca apresentou problemas. Gosto demais e acho que combinada com tudo. Parabéns pelo site e saudações do Mato Grosso!

    1. Olá André!

      Realmente o 7002 é muito versátil, o de fundo preto e decalque do bezel preto mais ainda. Parabéns pelo relógio, um grande abraço para todo Mato Grosso e obrigado por se inscrever no Seiko PhD!

    1. Ramon, sempre nos brindando com textos excelentes, e lançando luz ao conhecimento dos calibres Seiko que aqui no Brasil havia tão pouca informação. Que maravilha ter aqui a oportunidade de aprender mais sobre tantos movimentos importantes que a Seiko fabricou e que 30, 40, 50 anos depois continuam na ativa imponentes e sem data pra se aposentar. Parabéns!

      1. Muito gentil de sua parte Thiago. Esse retorno é bem importante e só vem demonstrar que estamos no caminho certo. Um abraço!

  2. Olá, Ramon. Por favor, poderia analisar algum dia o calibre Spring Drive? Soube por um amigo “Seikólatra”, é um mecanismo que caso desse defeito, seria difícil alguém consertá-lo aqui no BR, por enquanto. Sei que é utilizado na linha Premium da Seiko. O que poderia explicar-nos, mestre? Abs.

    1. Olá Carlos! Tudo bom meu amigo?

      O artigo sobre o movimento Spring Drive irá ao ar nas próximas semanas, mas penso que um relojoeiro conhecedor de relógios mecânicos não terá muitos problemas em realizar a maioria dos reparos em um Spring Drive. A grosso modo ele é um relógio mecânico em que um regulador aproveita a energia gerada pela mola principal para corrigir a marcação do transcorrer do tempo, além disso sua durabilidade e estabilidade são largamente conhecidas. É um baita movimento. Forte abraço Carlos!

    2. Olá Ramon , tenho um seiko 7002-7020 o modelo que antecede o skx. Estou muito satisfeito com a robustez desde que comprei restaurado no ebay. Depois de um ano foi necessária uma manutenção, hoje ele tem uma precisão dentro dos padrões aceitáveis ( cerca de -4 segundos por dia).
      Tenho uma dúvida sobre o bezel, há um alojamento no aro, está vazio desde que comprei. Ali nesse alojamento vai um oring? Ou aquelas travas?

      1. Bom dia João Antônio!
        Primeiramente parabéns pelo belo relógio, esse bezel totalmente em aço é um show à parte.
        Bom bem, o que exatamente você quer dizer com “alojamento no aro”? Não consegui compreender essa expressão meu amigo, tente explicar um pouco melhor ou se possível mande uma foto em nosso grupo no Facebook.
        Forte abraço!

  3. Bom dia Ramon! Tudo bem:/
    Obrigado por mais uma matéria rica em detalhes históricos e técnicos.
    Outro dia vi um vídeo do funcionamento do calibre 5106, que equipam os Seikomatic-P, e fiquei admirado com a troca instantânea do dia da semana e do mês próximo à meia noite.
    Pelo que li a respeito na web, parece q tal calibre foi produzido apenas durante 3 anos.
    Acho que seria um calibre interessante de ser analisado um dia, pois acredito que seja o único que haja uma troca instantanea de datas, ao invés daquela rolamento que demora horas para virar completamente para o dia seguinte.
    Um grande abraço e ótimo domingo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑