Calibres: Seiko cal. 4R36

A série Calibres traz detalhes a respeito dos principais movimentos fabricados pela Seiko, sejam eles a quartzo, mecânico, cinético, solar, dentre outros. Hoje debateremos um relevante calibre contemporâneo da marca, o 4R36.

Imbuída da importantíssima missão de atualizar e começar a substituir o consagrado calibre 7S26, em meados do ano de 2011 a Seiko lançou a série de movimentos 4R3X (4R35/36/37/38 e 39) e agradou à maioria dos consumidores, especialmente por trazer evoluções tecnológicas necessárias e assegurar um bom preço final.

Máquina Seiko 4R36A. Foto: dpsoftware.org

Até então ausentes nos calibres básicos da empresa, as funções de corda manual e hacking-seconds (o interromper do movimento do segundeiro ao puxar completamente a coroa) eram muito pedidas pelos clientes da Seiko e foram aplicadas a esses novos calibres.

A preocupação em assegurar a mesma excelente durabilidade do 7S26 é nítida ao observarmos o alto padrão de usinagem desses movimentos, além do acréscimo de mais três rubis (chegando aos 24 jewels, exceto no 4R35A que possui 23) que garantem o baixo desgaste dos calibres e boa resistência.

Seiko Prospex Turtle “Save the Ocean” Special Edition SRPC91. Foto: @SeikoPhD.

Os componentes internos são realmente muito bem feitos, embora seu objetivo não seja ser luxuoso, pelo contrário, houve um verdadeiro esforço da Seiko para manter um excelente valor final dessas máquinas sem imolar qualquer questão essencial para a qualidade.

O maior sacrifício observado foi a manutenção da mola principal tradicional da Seiko ao invés da mola Spron 510 encontrada em calibres superiores como o 6R15 (o precursor desses novos movimentos), que garantiria uma reserva de energia maior, contudo elevaria bastante o preço final. Alcançando 41 horas em média, a reserva de marcha da mola tradicional está longe de ser ruim.

Seiko 5 Sports SRPB17. Foto: Marty McDoogle.

O calibre 4R36 se destaca dos demais integrantes de sua família por ser o único a incorporar os dias da semana em seu calendário, os demais possuem apenas data mensal, como é o caso do Seiko Samurai que utiliza o cal. 4R35.

Outra característica marcante do 4R36 é que, apesar de equipar uma quantidade enorme de relógios, até recentemente a esmagadora maioria era formada por peças esportivas, sendo impossível encontrar algo mais sóbrio com essa máquina. Isso mudou de uns três anos para cá quando a Seiko diversificou a oferta de produtos com esse calibre, lançou alguns mais formais e por fim chegou à série Seiko 5 Sports, mais uma vez servindo de prelúdio para o encerramento do movimento 7S26.

Seiko Black Orange Monster SRP315. Foto: @SeikoPhD.

Quanto à precisão esse calibre oscila entre +/- 35 segundos ao dia, porém a Seiko foi bem generosa ao expor uma variação tão elevada, sendo realmente incomum encontrar oscilação superior a 7 segundos ao dia. Caso você sinta que seu relógio oscila mais do que deveria, um simples ajuste em um bom relojoeiro resolverá o problema. Tive vários relógios com esse calibre – leia o review do Seiko Monster aqui – e posso adiantar que raramente oscilam mais de 5 segundos ao dia, isso sem qualquer ajuste.

Até o momento temos apenas a primeira geração do cal. 4R36 onde podemos visualizar a letra “A” ao final do movimento, no entanto a expectativa é que essa máquina seja revista no mais tardar em 2020, trazendo a versão 4R36B (como já existe no movimento 4R35) com algum tipo de melhoria. Como de costume este artigo será atualizado após o lançamento da nova versão.

Seiko Prospex Baby Tuna Limited Edition SRPD14K1. Foto: divulgação Seiko.

Nosso amigo leitor Carlos Sakamoto fez uma pergunta extremamente relevante neste artigo sobre um ponto que eu havia esquecido de comentar, o 4R36 usa o polêmico plástico? A resposta é sim, as partes móveis das engrenagens do calendário foram reduzidas neste calibre e a Seiko optou por utilizar plástico no intuito de diminuir a manutenção, pois são partes que trabalham muito pouco e acabavam por perder a lubrificação e acumular poeira, além dela os anéis de sustentação ao redor do calibre também são de plástico.

Faz-se necessário observar alguns detalhes sobre esse material, pois existem diferentes qualidades de plástico e a utilizada nos calibres é uma das melhores. Os anéis de plástico se adaptam facilmente a qualquer formato de caixa e barateiam o custo final do produto, além disso, em geral o plástico possui maior absorção de impacto, tem uma resistência natural ao magnetismo, longa duração e baixo custo de reposição. Quanto às engrenagens do calendário elas sofrem pouquíssimo estresse como disse acima e são beneficiadas pela dispensa da necessidade de lubrificação, tudo isso unido a um custo final menor vem fazendo com que diversas empresas optem por utilizar esse material em locais estratégicos, o que, em tese, não reduzirá em nada a vida útil do calibre e pode ganhar em manutenção, absorção de choque e resistência magnética.

Seiko Prospex Tuna SRP653. Foto: divulgação Seiko.

Outra característica que vale destaque é a intercambialidade de peças com calibres como 7S26 (e suas variantes 7S), 7002 e 6309. Caso precise de alguma manutenção de emergência muitas das partes de sua máquina podem ser substituídas por peças desses outros movimentos e isso é um verdadeiro alívio que garante uma sobrevida quase infinita ao 4R36.

Dados Seiko cal. 4R36A:

Tipo: Automático in-house;
Início da fabricação:
2011;
Fim da fabricação: Em produção;
Quantidade de rubis: 24 jewels;
Batidas por hora: 21.600 bph;
Principais expoentes: Séries Seiko Turtle, Tuna e Baby Tuna;
Reserva de energia: Aproximadamente 41 horas;
Funções: Horas, minutos e segundos centrais, calendário dia/data bilíngue com câmbio rápido no primeiro estágio da coroa, corda manual e hacking-seconds;
Observações: Trata-se de um importantíssimo calibre contemporâneo da Seiko que equipa uma enorme variedade de relógios e tem se mostrador um mui digno substituto do cal. 7S26 por apresentar qualidades semelhantes de resistência e durabilidade, além dos avanços tecnológicos vistos acima.

Há algum calibre da Seiko que você gostaria que fosse analisado? Deixe nos comentários abaixo.

Não deixe de assinar nossas notificações por e-mail, de se inscrever em nosso canal no YouTube, curtir nosso Facebook e de nos seguir no Instagram. Forte abraço!

 

 

16 comentários em “Calibres: Seiko cal. 4R36

Adicione o seu

  1. Olá, Ramon, tudo bem? Pode esclarecer uma dúvida, por favor? As engrenagens do 4R36 são feitas em material plástico ou metal? Pois lembrei de um artigo passado sobre os calibres 7S26 x 7S36. Grande abraço.

    1. Olá Carlos! Tudo bom meu amigo? Você tocou em um excelente ponto que ignorei no artigo, vou acrescentar essas informações amanhã de forma aprofundada, mas adiantando a Seiko utilizou plástico especialmente em dois locais bem específicos, nas engrenagens do calendário e na estrutura que circunda o maquinário. A ideia é que a durabilidade seja realmente maior que o 7S26, explicarei melhor amanhã. Agradeço sua participação e volte amanhã para acabar de ler, pois são pontos interessantes que simplesmente esqueci, com bebê em casa a cabeça não fica muito boa rssss. Forte abraço e novamente agradeço!

      1. Acabei de comprar meu segundo Seiko e veio com esse calibre. Fiquei aliviado por saber que é tão bom. Parabéns e continue com o belo trabalho no site!

      2. Obrigado Roberto e parabéns pela aquisição, só faltou nos contar qual modelo adquiriu, se puder nos diga. Abraço!

  2. Bom dia, Ramon. Mais uma vez, agradeço pelo esclarecimento e pela menção honrosa no texto. Grande abraço.

  3. Bom dia, Ramon. Fiquei com duas dúvidas:
    O calibre 4r36 tem a proteção para o excesso de corda manual (não sei o nome técnico)? Não achei esta informação no manual…
    Acho que o meu Turtle está um pouco adiantado (faz entre +6s e +9s/dia) e merece uma regulagem… Devo esperar o término da garantia ou a autorizada da Seiko pode fazer?

    1. Bom dia Marcus!

      Todos os calibres modernos da Seiko possuem um escape para o excesso de corda, fique tranquilo quanto a isso, mas eu recomendaria evitar dar corda manualmente em seus relógios, essa prática força o maquinário e não é tão necessária assim, preferencialmente utilize apenas o enrolamento automático.

      Quanto à regulagem ela é EXTREMAMENTE simples, precisa ser feita com atenção e cuidado, porém creio que o maior “perigo” é o relojoeiro descuidado riscar sua tampa traseira ao abri-la. Se for levar à autorizada da Seiko pode ir agora sem problema algum, se for a outro lugar certifique-se de que o relojoeiro é qualificado.

      Futuramente postarei um vídeo em nosso canal no YouTube ensinando a regular o relógio, é algo simples, mas que exige cautela.

      Grande abraço meu amigo!

  4. Oi Ramon! Recentemente adquiri um Seiko Presage ref. SSA309j1 com calibre 4R57, possui mostrador de reserva de marcha e data do mês na posição das 6h. Esse calibre é semelhante ao 4R35 e 4R36, distinguindo-se apenas pelas complicações acima. Obrigado pela matéria e parabéns pelo blog.

  5. Olá, Ramon. Conheci agora esse site e gostei muito, sou usuário de seiko e orient automáticos.
    Essas substituições de metal por plástico limitam-se às engrenagens do calendário ou outras partes também estão sendo de plástico?

    1. Olá Ewerton!

      Fico feliz que tenha gostado do Seiko PhD, é um prazer tê-lo por aqui e participe mais vezes.

      O plástico tem sido utilizado nas engrenagens do calendário e também nos anéis de retenção do calibre desde o cal. 7002. Os anéis (ou o anel) ficam entre a caixa e o calibre, estabilizando o maquinário.

      Como mencionei no artigo acima esse anel desempenha uma importante função antimagnética e antichoque, além de praticamente não sofrer desgaste, então, na verdade, é um lugar interessante para se aplicar esse polêmico material.

      Não sei se você já leu, mas fizemos uma experiência substituindo algumas partes de plástico de um calibre 7S36 por partes de metal do cal. 7s26, caso não tenha visto acesse aqui.

      Grande abraço Ewerton, qualquer dúvida estou à disposição e te aguardo no artigo que postaremos amanhã.

  6. Boa noite !
    Tava pesquisando no google sobre o plastico na engrenagem dos relogios, orient calibre 46943 e descobri que até a seiko utiliza ! Que decepção, se quizesse um relogio de plastico comprava um quartz..Gosto de relogio automático , comprei 2 e queria compra mais, porém com engrenagem de plastico NÃO !

    1. Boa noite Maurício!

      Sei bem como é essa sensação da descoberta do uso do plástico nos calibres mecânicos, contudo é uma realidade do nosso tempo e vou te chocar um pouco mais.
      Marcas como Omega, Sinn, Breitling e Tag Heuer, dentre outras, também utilizam plástico em muitos de seus relógios. Estamos falando de modelos que facilmente ultrapassam R$ 10.000,00 e que usam plástico no interior de suas caixas – calibres ETA, Sellita e Valjoux. Se for mencionar marcas como Casio, Citizen, Orient e Timex, dentre outras, aí a coisa se perde mesmo.

      É um assunto vasto e polêmico, mas que pode ser dirimido se nos pautarmos pelas questões do preço final, qualidade do produto oferecido, (ausência de) manutenção e transparência da empresa ao relatar a utilização desse material. Se essas questões forem respondidas de forma favorável, dificilmente o adquirente fará uma compra ruim.

      Como disse no artigo acima, existem tipos diferentes de plástico e as versões aplicadas a esses relógios são muito bem pensadas e desenvolvidas, prova disso é que não costumam apresentar problemas.

      Mesmo assim sempre existe a opção de fazer a substituição das peças de plástico, como fiz neste caso, embora considere desnecessário.

      Grande abraço!

  7. Meu primeiro Seiko adquirido na Relojoaria Impala foi um Turtle com esse 4R36. Gostei muito de saber que esse mecanismo é preciso. Parabéns pelo site e por compartilhar tanta informação de qualidade gratuitamente. Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑