Guia: Como ler os dados no fundo dos relógios Seiko

Um dos aspectos que mais me chamam a atenção nos modelos Seiko, sem dúvida, são os detalhes do fundo dos relógios. Esse local não fica à mostra para todos, é algo reservado ao proprietário, ao admirador dos detalhes e a Seiko grava aí grande variedade de informações – além de belos trabalhos estéticos. Entretanto, as referências são muitas e podem confundir à primeira vista.

No intuito de tornar claros tais dados este Guia visa mergulhar no assunto e compreender todos os pormenores. Foram muitos e muitos dias para redigir este artigo, muita pesquisa foi feita, então, pegue aquela bebida gelada e vamos embarcar nessa intrigante viagem.

O belo fundo do Seiko “King Seiko” 4502-8010, de 1969.

Primeiro é preciso destacar que em alguns casos, especialmente em relógios pré anos 60, essas informações podem vir na parte de dentro da tampa do fundo do relógio, então, apenas abrindo para checar os dados. Depois, é importante frisar que esses detalhes mudaram ao longo dos quase 140 anos de história da Seiko, mas desde a década de 60 vêm se mantendo relativamente consistentes.

No final dos anos 60 a Suwa, uma das fábricas da Seiko, editou uma revista que circulava internamente explicando bem o que as informações gravadas no fundo dos relógios significavam.

Página da revista Suwa (em inglês).

As informações estão divididas em:

Material da caixa: O primeiro dado gravado no fundo exibe o material usado para fabricar a caixa do relógio. Normalmente os relógios são feitos de aço inoxidável (Stainless Steel), mas podem ser de diversos outros materiais como bronze, titânio, ouro e etc.

Número da caixa: O segundo conjunto de dados contém dois grupos de números. Os primeiros números anteriores ao hífen indicam o calibre (máquina) utilizada no relógio e são dois ou quatro dígitos, após o hífen mais quatro números indicam o código do design da caixa do relógios.

Seiko 5740-8000 x Seiko 6105-8000

Importante destacar aqui que o código de design da caixa é específico para esse conjunto calibre-design, esse mesmo número de design em outro calibre pode ter uma caixa completamente diferente, como na imagem acima.

À prova d’água: A marcação está presente quando o relógio é declarado como à prova d’água. Essa marcação mudou ao longo dos anos, até o final da década de 60 a maioria dos fundos conta com Water Proof. Já em 1971, devido a mudanças na legislação dos EUA, quase todos os modelos já vinham com a inscrição Water Resistant ou simplesmente Water Resist. Basicamente representam a mesma coisa. Leia sobre Seiko Diver’s, Scuba Diver’s e Air Diver’s aqui.

As setas indicam o diâmetro externo do cristal.

Algumas caixas são feitas com uma única peça (one piece case) de aço inox ou titânio, com isso não existe abertura no fundo da caixa. A forma de se acessar o mecanismo do relógio é através da remoção do cristal e a Seiko geralmente indica o tamanho externo do cristal (imagem acima) para que você possa utilizar corretamente o abridor específico chamado Seiko S-14.

Empresa fabricante: Tradicionalmente a Seiko produzia seus relógios em duas fábricas diferentes e relativamente autônomas que “disputavam” entre si, são elas a Suwa-Seikosha e a Daini-Seikosha. Essa “concorrência” era incentivada pela Seiko como forma de estimular a criatividade de suas equipes, falarei mais em um artigo específico. No momento nos interessa saber que o logo da fabricante aparece no fundo e mostrador do relógio, são eles o “raio” da Daini ou o “tufão” Suwa:

Daini-Seikosha x Suwa-Seikosha

Número de série: Os números de série nos modelos modernos da Seiko são compostos por 6 dígitos. O primeiro dígito indica o ano de fabricação, o caractere seguinte, o mês de fabricação e os últimos quatro dígitos são o número de produção. O mês está listado como 1 a 9 para janeiro a setembro, depois 0 para outubro, N para novembro e D para dezembro.

Analisando o relógio abaixo vemos que é equipado com o calibre 4R36 e seu número de série é 256534. Este calibre começou a ser fabricado em 2011, logo, o exemplar da foto foi fabricado em maio de 2012 e foi a 6534ª unidade produzida. Aprofundei em códigos e referências Seiko neste artigo.

Fundo do Seiko Orange/Black Monster SRP 315

Como o ano é composto apenas por dígito único, para determinar o ano você precisa saber o período em que o relógio foi lançado. Isso pode ser determinado pelo número do calibre, já que a maioria dos movimentos não foi produzida por mais de uma década. Os movimentos que foram produzidos por um longo período de tempo frequentemente passam por várias revisões e são marcados com uma versão do calibre como A (primeira versão), B, C, etc., após o calibre, por exemplo o cal. 7S26C (terceira versão do cal. 7S26).

Outras pistas para a década do modelo podem ser o estilo ou a submarca do relógio, por exemplo, os modelos altamente colecionáveis Seiko Advan estão associados aos anos 70.

Seiko Advan 6106-7551

Os números de série de seis dígitos são encontrados nos modelos da Seiko a partir de 1966. Antes disso a Seiko usava um número de série de sete dígitos com um formato similar. O número de série de sete dígitos continuou até 1969, portanto, há um período de transição em que alguns modelos tinham um serial de seis dígitos e outros modelos um de sete dígitos. Embora a maioria dos números de série de sete dígitos seguisse o formato de “ano, mês, número de produção”, há alguns exemplos que parecem seguir um formato “mês, ano e número de produção”. As fontes aqui são escassas e não consegui achar nada mais preciso.

Se quiser confirmar a data de produção de um relógio específico há várias calculadoras on-line que podem te ajudar de maneira bastante eficiente. Normalmente basta digitar o número de série, o número do calibre do relógio e o resultado será exibido.  Acesse aqui.

Seiko 7005-8062Código do Fabricante da Caixa: O item final na parte de trás da caixa é a marca do fabricante, do país e/ou da caixa. Na imagem acima o 7005 é listado como “Japan-G”, mas existem vários outros códigos. Os mais comuns são o Japão-A e o Japão-J, mas Japão-X e Japão-S também são encontrados. Não está claro se esses códigos se relacionam diretamente à fábrica Seiko fornecedora da caixa ou se são semelhantes a códigos de projeto onde o código é específico daquele modelo. Realmente estendi a pesquisa a várias fontes e nada foi concreto. Em Foruns no exterior as opiniões são divergentes mesmo entre grandes pesquisadores da Seiko e nada mais concluso foi encontrado. Sanando essas dúvidas atualizarei o artigo.

Grand Seiko Made in “Japan A”.

De maneira geral as características descritas até aqui continuam valendo hoje em dia, embora algumas informações tenham sido adicionadas ao longo do tempo.

Marca de construção da caixa: Um dos itens acrescentados ao formato do fundo dos Seikos é uma marca de construção da caixa. Inicialmente essa marcação foi incluída no final do número da caixa, mas depois acabou se fixando para a seção “à prova d’água”. Tal marca foi alterada para um ou dois caracteres dentro de um retângulo no final dos anos 70. O primeiro caractere indica a construção básica da caixa e, se presente, o segundo dígito representa um desvio da construção padrão, ou seja, uma modificação realizada na primeira caixa daquele modelo. Exemplo:

Fundo do Seiko Samurai Titanium

No exemplo acima temos o metal usado na construção da caixa, Titanium, o movimento do relógio é o 7S26, o design da caixa é 00D0 e logo depois um retângulo com a marca de construção da caixa “A0”. Ou seja, nesse modelo de caixa “A”, o presente design é o primeiro deste modelo. Se fosse A2, por exemplo, teríamos uma variação em relação ao primeiro modelo.

Os detalhes desta marca de construção da caixa podem ser vistos no Guia Seiko Case Servicing 1982 (em inglês).

Explicação [ING] da marca de construção da caixa.

Resistência Magnética: Outra marcação no fundo que foi adicionada a alguns relógios indica resistência magnética. Isto é representado por um ímã em forma de ferradura e pode ter uma barra simples ou dupla por baixo. A barra simples indica resistência magnética padrão, enquanto a dupla é para resistência aprimorada. Não tenho conhecimento de valores específicos representados por qualquer um desses símbolos, mas presumo que eles se refiram, pelo menos, à exposição a um campo magnético de corrente contínua de 4.800 A/m, conforme a ISO 764.

Detalhe do ímã com barra dupla após o retângulo “Z3”.

Índice de troca de bateria : Em muitos relógios de mergulho com movimento a quartzo (bateria) da Seiko há uma série externa de marcações que indicam quando as mudanças de bateria devem ocorrer. As marcações indicarão o ano e este será dividido em trimestres. Quando a bateria é instalada na fábrica o primeiro momento de troca sugerido será marcado no fundo do relógio. Isso é mostrado como uma marca de punção arredondada acima do trimestre do ano em que a troca deve ocorrer. É extremamente importante saber a data da troca dessa bateria, já imaginou esse relógio apagando com o mergulhador a 150 metros de profundidade? O risco de morte é real. Claro que hoje os mergulhos de profundidade são feitos também com auxílio de computadores, mas esse é assunto para outro artigo.

No exemplo acima a primeira troca de bateria é indicada para ocorrer no segundo trimestre de 2014. Você pode ver o índice do medidor de mudança circundando a caixa e ele varia de 2014 a 2024.

Service Battery Markings:  Em alguns relógios haverá um código com cinco caracteres estampados na parte de trás. Essas marcas são muitas vezes identificadas incorretamente como algum tipo de marcação militar ou similar, a realidade infelizmente é bem mais simples.

Uma vez que os anos indicados no índice de troca de bateria tenham expirado, os centros de serviço da Seiko geralmente “carimbarão” o fundo quando uma nova troca for realizada. Isso é feito no formato BYYMM, onde B significa bateria, YY indica ano e MM o mês. Você pode ver várias marcações em um relógio que sofreu diversas trocas de bateria.

No exemplo acima o relógio sofreu trocas de bateria no segundo trimestre de 1988 e primeiro trimestre de 1995. Como o índice de troca de bateria termina em 1997, uma marcação de serviço teve que ser feita em abril de 2001 (B0104) e outra em fevereiro de 2004 ( B0402).

Como falei acima alguns assuntos não estão pacificados, aguardo algumas respostas e as pesquisas nunca param, assim que tiver essas confirmações atualizarei o artigo. A intenção foi abordar o assunto de forma descomplicada, embora seja necessário abordar alguns temas mais técnicos quando estamos nos nossos Guias. E aí, gostou do artigo? Deixe seu comentário e no caso de qualquer dúvida estou à disposição.

Não deixe de assinar nossas notificações por e-mail, de se inscrever em nosso canal no YouTube, curtir nosso Facebook e de nos seguir no Instagram. Forte abraço!

 

22 comentários em “Guia: Como ler os dados no fundo dos relógios Seiko

Adicione o seu

  1. Boa noite!
    Adquiri recentemente um seiko 5. Esse é o meu primeiro relógio da marca, estou muito satisfeito com o modelo em questão(snk809 k1).
    Minha dúvida é: No fundo do meu relógio tem todas essas informações, porém não está especificado onde ele foi fabricado. Tem informações como: material da caixa(ST. Steel), movimento(7s26)-modelo da caixa(02J0), versão(no caso do meu A4) e depois tem “KY”, seria onde ele foi fabricado? Desde já agradeço a atenção!

    1. Boa noite Mateus!
      Primeiramente parabéns pelo seu Seiko SNK809, comprou um belo relógio de calibre confiável e de grande versatilidade. Vai muito bem com quase todo tipo de pulseira e ambiente.
      Essas letras tipo KY no caso do SNK809 ou WP no caso do Seiko SNK799 representam o tipo de mostrador (frente do relógio) utilizado, curioso que na maioria dos relógios esses códigos costumam aparecer no mostrador apenas, entre os marcadores de 5 e 6 horas, verifique lá.
      O local de fabricação do seu relógio está no código Seiko que você mesmo digitou, SNK809″K“1. Essa letra K destacada indica o local de fabricação. Escrevi um artigo recentemente explicando detalhadamente, acesse aqui: Como ler referências e códigos dos relógios Seiko.
      Sua pergunta foi muito pertinente, obrigado, e vou anotar para acrescentar a informação a este artigo.
      Um forte abraço e se a dúvida persistir estou à disposição.

      1. Ramon, obrigado pela resposta, foi esclarecedora. Próximo ao marcador de seis horas existem dois códigos 7S26 e O6G4 R 2 mas esses já sei do que se tratam pois acabo de ler o artigo indicado. Quero parabenizar e agradecer pelo blog, encontrei aqui artigos interessantes e esclarecedores para o iniciante no mundo seiko que sou rs. Abraço e muito obrigado.

      2. Fico feliz que tenha gostado do Seiko em Pauta, esse retorno é importante para continuidade do site. Não deixe de nos seguir, vêm novidades por aí Mateus. Abraço e boas festas!

  2. Ramon, tenho um Seiko 5, 6119-7103, WATERPROOF 071557, JAPAN U, empresa fabricante Suwa-Seikosha, quando coloco na calculadora da Seiko da ambiguidade, pois pelo que conheço do relógio ele deve ter sido fabricado em julho de 1970 e adquirido no Brasil entre 1971 a 72, porém pela calculadora as inscrições: WATER PROOF são anteriores a 1969, WATERPROOF são de 1969 a março de 1970, WATER RESIST de 1969 a maio 1970 e WATER RESISTANT depois de 1970, como solucionar esse mistério? Gostaria que pudesse dizer algo sobre a unidade JAPAN U.

    1. Olá Christiano! A simulação que fiz apontou a data correta de fabricação do seu relógio, falou que foi feito em Julho de 1970 ou 1980, sendo Waterproof certamente foi fabricado em 1970. Se ainda não tiver lido o artigo que escrevi sobre as diferenças entre Seiko Water Proof, Water Resist e Water Resistant, acesse aqui para entender esses detalhes de meses. Quanto ao código do fabricante da caixa, no seu caso Japan-U, falei sobre nele neste artigo mesmo, procure por “Código do Fabricante da Caixa”. Abraço!

  3. Que excelente matéria! Parabéns e muito obrigado Ramon!
    Um artigo repleto de detalhes e informações que não devem ter sido fáceis de buscar, as quais foram expostas de forma simplificada e didática!
    Eu tenho alguns relógios vintage que possuem uma série de 6 dígitos numéricos inscritos no próprio calibre, debaixo dos 4 dígitos correspondentes ao calibre. Seria algum número de controle da Seiko:/
    Ramon, aproveito para lhe perguntar se aqueles pequenos números na parte inferior do mostrador (logo em seguida ao número do calibre) devem corresponder à referência da caixa. Por ex, eu tenho um Bell Matic 4006-6070 e no mostrador consta a seguinte inscrição “JAPAN 4006-6090 T”, abaixo e entre às 5 e 6hs, acima do aro giratório interno. Seria um mostrador aftermarket:/
    Muito obrigado e uma ótima semana!

    1. Olá Hector! Os Guias costumam ser beeem trabalhosos e exaustivos, mas quando os vejo prontos realmente me sinto bem e essa manifestação dos amigos leitores proporciona o ânimo para continuar. Fico contente que tenha gostado meu amigo.

      Não sei se entendi bem sua primeira pergunta, mas esses seis dígitos não seriam o número de série do relógio?

      Já os números e letras na parte inferior do mostrador são o código daquele mostrador e geralmente usamos para identificar se o mostrador é original, uma vez que as réplicas costumam ter apenas um código que vai se repetindo independentemente do modelo do relógio.

      Quanto ao seu mostrador eu acredito que esteja tudo ok.

      Grande abraço!

      1. Oi Ramon
        Inicialmente, obrigado pelo esclarecimento sobre a identificação do mostrador. Depois que li os artigos da série Fake Hunters, presto mais atenção aos detalhes! Não raramente encontro Seikos falsificados à venda no ML, cujo vendedor detém uma boa reputação.
        Quanto aos 6 dígitos, eles estão inscritos no próprio maquinário, na parte interior do relógio. Como estou em busca de um KS, verifiquei que um mesmo modelo, quando o vendedor posta foto do calibre, pode ter ou não esses 6 dígitos, mas que não correspondem ao número de série do relógio estampado na tampa do relógio, como se pode notar neste exemplar (abaixo do 4502A):
        https://www.catawiki.com/l/9682929-seiko-king-seiko-superior-chronometer-hi-beat-men-s-wristwatch-around-the-1960s
        Um grande abraço Ramon!

      2. Olá Hector!

        Bom saber que ficou mais criterioso após ler a série Fakes Hunter, essa é uma de nossas intenções.

        Acabei de ver a imagem, esse número é um serial do calibre, é específico da máquina e não do relógio como um todo, além disso não era aplicado a todo tipo de relógio.

        De maneira geral essa enumeração parou de ser utilizada há muitas décadas, não se sabe o ano ao certo, alguns dizem anos 70 e outros dizem anos 80, fato é que não os encontramos nos calibre atuais.

        Abraço!

  4. Muito obrigado Ramon!
    Eu fico triste em ver anúncios de relógios falsos serem vendidos, ainda mais com preço de original e nestes tempos difíceis.
    Um grande abraço!

  5. Acabei de comprar um skx009 zero e o primeiro dígito é um 9. O vendedor não soube explicar o ano de fabricação. Seria 2009 ou 2019? Grato.

    1. Saudações meu amigo!
      No seu caso só será possível obter essa resposta ao abrir o relógio e verificar o calibre embarcado, pois o 7S26B foi fabricado de 2006 a 2011 e o 7S26C de 2011 em diante, logo, se seu SKX009 possuir calibre 7S26B terá sido fabricado em 2009 e se estiver com 7S26C provavelmente em 2019.
      Dê uma lida em nosso artigo que trata do calibre 7S26 para mais informações.
      Abraço e seja bem-vindo ao Seiko PhD!

  6. Ramon, prazer em conhecer .
    Estou iniciando com relógios seiko que saõ apaixonantes.Comprei um 6309 usado e estou
    Olhando um kinetic Sport usado que parece em bom estado mas naõ tem o nome seiko gravado na tampa do fundo que naõ é transparente.
    tem um logo de uma onda e gravado a numeração maq 5M23

    1. Olá Otavio! O prazer é todo meu.
      Parabéns pelo 6309 e por estar pesquisando o 5M23, se ainda não leu o artigo que trata dos movimentos Kinetic, recomendo fortemente – aqui.
      Acredito que tudo pode estar em ordem com seu 5M23, mas o ideal seria ver algumas fotos, acesse nosso grupo no facebook e publique algumas imagens que irei lhe responder, ok? Verifique também a saúde do capacitor – compreenderá melhor após ler o artigo que lhe indiquei.
      Abraço!

      1. Obrigado Ramon, tenho conhecimento sobre o funcionamento do Kinetic mas como trata-se de compra via internet , naõ tenho como avliar o capacitor exceto se esta´carregando ou naõ.
        Agradeço.

      2. Que ótimo meu amigo, o estado do capacitor é algo importante a ser perguntado ao vendedor.

        Qualquer dúvida estou à disposição, abraço!

  7. Bom dia Ramon! Inicialmente parabenizo pelo conhecimento, atenção e vontade de compartilhá-lo conosco!Li bastante suas explicações e utilizei algumas calculadoras na internet, e estou com uma dúvida a respeito da data do relógio q herdei do meu pai. É um 6119-8090, pelas calculadoras deu 1979, mas pelo q vc falou da escrita waterproof ele parece ser de 1969, poderia me ajudar? Agradeço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑